Sacramentos

Os sacramentos são os meios pelos quais podemos nos aproximar da vida em comunhão com Deus

Os sacramentos revelam em nós a comunhão com Deus por meio de Jesus Cristo e pela ação do Espírito Santo, bem como nossa relação íntima com a Igreja por meio da doutrina dos apóstolos.

Papa Paulo VI, na Constituição Conciliar Sacrosanctum Concilium, ensina-nos que os sacramentos “não só supõem a fé, mas também a alimentam, fortificam e exprimem por meio de palavras e coisas, razão pela qual se chamam sacramentos da fé”. Como sinais e meios de fortalecimento da fé, foram instituídos por Jesus Cristo e confiados à Igreja, sendo o batismo, a confirmação, a Eucaristia, a penitência, a unção dos doentes, a ordem e o matrimônio, contando cada um com suas particularidades, que brevemente serão citadas.

Os 7 sacramentos são:

Batismo

Confirmação

Eucaristia

Penitencia

Unção dos enfermos

Matrimônio

Celebração dos sacramentos

São os sacramentos os meios pelos quais podemos nos aproximar da vida em comunhão com Deus, em comunidade na Igreja e em busca da santidade.

Não se tratam de ritos a serem cumpridos de forma superficial, por caráter social ou exigência familiar, mas devemos observar que: “Na celebração dos sacramentos, a Igreja transmite a sua memória, particularmente com a profissão de fé. Nesta, não se trata tanto de prestar assentimento a um conjunto de verdades abstratas, como sobretudo fazer a vida toda entrar na comunhão plena com o Deus Vivo”, é o que nos ensina o Papa Francisco em sua Carta Encíclica Lumen Fidei. Como Cristo foi enviado pelo Pai e também Ele enviou os apóstolos, sejamos nós todos enviados ao testemunho da fé, cheios do Espírito Santo e dotados de uma vida sacramentada.

Referências:
CÓDIGO DE DIREITO CANÔNICO. Promulgado por João Paulo II, Papa. Conferência Episcopal Portuguesa. 4. ed. Editorial Apostolado da Oração – BRAGA, 2007.
SACROSANCTUM CONCILIUM. Constituição Conciliar de Paulo VI, Papa. Roma, 4 dez. 1963.
LUMEN FIDEI. Carta Encíclica de Francisco, Papa. Roma, 29 jun. 2013.